Quanto maior a organização, maior sua comunidade

Falamos muito por aqui que gerir uma marca nos dias de hoje não é apenas gerir sua comunicação. Também não se trata da declaração de missão, visão e valores, nem do propósito escrito. O caso vivido pela rede supermercadista Carrefour nessa semana nos mostra isso.

Vivemos um tempo em que é inegociável cultivar a harmonia da organização com seu meio. As empresas são parte de uma comunidade.

Supermercado.jpg

Não se trata de um antídoto, mas de um olhar apreciativo mais firme que favorece essa harmonia com a comunidade em que essa marca está inserida. Isso significa que a tomada de decisão dos gestores sobre todos os assuntos da empresa precisa ter como motivação sua visão de mundo e o bem estar dessa comunidade que faz parte. A consequência dessa ação mais ponderada, consciente e menos ansiosa por resultados é a própria prosperidade para os negócios. Ou seja, por mais idealista que possa parecer essa frase, o lucro é bem-vindo e pode ser uma consequência da harmonia, do senso de comunidade.

Teremos menos necessidade de um profissional comunicação especializado em gestão de crises se reduzirmos as possibilidades de crise.

As empresas precisam desenvolver uma visão mais ampla, vendo-se como parte de um meio. A consciência de todos sobre os valores e inegociáveis precisa ser nutrida e isso é possível quando a empresa consegue olhar pra si, para as pessoas que fazem com que ela aconteça (clientes, colaboradores e parceiros) e para outras empresas que fazem parte dessa comunidade. Uma vez ouvimos numa palestra a seguinte frase: “em mercados maduros, empresas similares conversam, se apoiam, tomam café”.

Importante dizer que empresas conhecedoras de seus valores também podem passar por dificuldades, o que vai diferenciá-las é a forma com a qual lidarão com a situação e as ações que escolherão tomar a partir dos fatos.

Na Valente apoiamos as organizações a ampliarem sua visão, gerarem prosperidade a partir dessa harmonia com mercado e clientes. Vamos olhar as vantagens competitivas e os dons e talentos que constróem uma forma apreciativa de construir marca. E os resultados no final da planilha? Acontecem com ainda mais força e celebração! Confira os cases de nossos clientes aqui.


Lidianne Hupfer