O que acontece com a marca quando não há tempo para pensar o negócio?

Como você descreveria o tempo de dedicação de sua empresa para avaliar e planejar sua atuação? Em geral, os times estão ocupados com a operação e esses assuntos sequer entra em pauta, fica para a semana que virá. E assim se passam os meses e o planejamento de suas ações é deixado de lado.

Se sua empresa se permitir criar espaços de avaliação e planejamento, os resultados aparecem. É nesse lugar que a mudança acontece e a confiança interna se fortalece para que sua marca seja próspera.Mas se seu negócio ainda não chegou lá, continue lendo esse texto. A ideia é incentivar seu time a gerar esses momentos de qualidade internamente.

IMG_5595.jpg

Uma empresa pode, por exemplo, ter a atitude de terceirizar seus prejuízos. Ao contratar um gerente comercial, uma agência de comunicação ou assessoria de imprensa cria a expectativa de trazer novos clientes para o negócio, mas internamente não se organiza para isso. O que acontece em muitos casos é que após poucos meses de trabalho esse investimento se torna um custo para a empresa. Como não há planejamento e os objetivos e movimentos não são claros, parece que o parceiro não está fazendo bem o seu trabalho e por isso não dá resultado. Não fica muito justo, não é mesmo? Como não há tempo para avaliar as parcerias, ela pode seguir contratação após contratação com essa visão. Quem perde? Todos que se relacionam com a marca, mas principalmente seus acionistas.

Foi-se o tempo em que pensar sobre a marca era apenas contratar alguém de fora para ter ideias, fazer a propaganda e "convencer" o cliente. Cuidar de sua empresa é tomar a responsabilidade para si, é ser protagonista estratégico que convida as pessoas para sonhar esses resultados juntos. Ter essa atitude como prioridade traz resultados e transformações que são essenciais para os negócios que querem ser relevantes nos próximos 5 anos.

Vivemos num tempo onde a informação está disponível e cada pessoa escolhe o que quer ver, com que empresa quer se relacionar. Um tempo em que as pessoas não compram apenas o que sua empresa faz, elas querem saber como e por que você faz. Então, se não for criado um momento de qualidade para pensar tudo isso, logo a empresa vai sentir em seus resultados. É duro, mas é a pura verdade. É preciso entender as necessidades do mundo para oferecer um bom produto ou serviço e isso pede dedicação.

É preciso nutrir colaboradores, pessoas no entorno do negócio e todos os parceiros com bons diálogos e compartilhar estratégias e sonhos comuns. Por experiência esse tempo de conversa pode trazer resultados mais rápido do que ao começar pela propaganda como tradicionalmente conhecemos.

Se quiser saber como gerar esses espaços de diálogo, converse com a gente.

Lidianne Hupfer